sexta-feira, abril 07, 2006

As Alianças - Bruno Braga

- Como assim você não vai usar aliança?
- Ah, num sei. Nunca gostei muito dessas coisas...
- Essas coisas? Mas isso é um símbolo do nosso amor, da nossa união!
- Usar um circulo de ouro no dedo não demonstra amor por ninguém. Pense bem, querida, qual é a diferença de usar ou não uma simples aliança?
- Qual é a diferença? Mostra sua fidelidade, sua devoção à pessoa amada, é uma expressão de amor.
- Não acho.
- Quer dizer que você não me ama o suficiente para fazer esse gesto por mim? É isso?
- Não, amorzinho, é claro que eu te amo. É só que...
- Mas o que adianta se você não me prova isso? Me diga a verdade, você não quer mostrar para as outras que está preso, não é isso?
- Não é nada disso! Como é que você me acusa disso? Sabe que sempre fui fiel...
- Isso é o que você diz.
- E fica falando aí que eu não faço um gesto para demonstrar meu amor. E você, não deixaria de querer que eu usasse aliança e entenderia minha vontade para demonstrar seu amor por mim?
- Não se faça de vitima, odeio quando você faz isso.
- Se faz de vitima? Eu?
- É. Olha, se você está tendo duvidas sobre a gente, é melhor dizer logo. Não ouse ficar comigo por pena!
- Por pena? Mas, amor, eu te amo! Você sabe disso, não estou entendendo essa conversa. Eu nunca tive dúvidas sobre a gente.
- Nunca? Você ao menos já parou para pensar sobre isso ou está dizendo só pra acabar com a discussão?
- Não, é claro que eu já pensei...
- Você já pensou se tinha duvidas sobre a gente?! Eu sabia que você estava escondendo alguma coisa...
- Escondendo alguma coisa? Como assim, você quer dizer que nunca pensou sobre a gente?
- Já, claro que pensei. Mas nunca tive dúvidas, como você.
- Querida, eu não tive dúvidas, só pensei sobre a gente, como você disse.
- Mentira.
- Tá me chamando de mentiroso?
- Tô. Você não me ama mais, eu já entendi, ao menos seja homem e diga não minha frente!
- Amorzinho, olhe... Não chore, não precisa. Eu te amo e quero passar a vida com você. Não tenho duvidas sobre isso e, se uma aliança no meu dedo é o que eu preciso fazer para você acreditar em mim, então está certo. Usaremos alianças o resto de nossas vidas.
- Tá bom, amor. Eu acredito em você. Obrigada pela aliança, significa muito para mim.
- É o mínimo que eu posso fazer.
- Mas tem uma coisa. Eu não vou usar uma.
- Uma o que?
- Uma aliança.
- Como assim? Por que?
- Ah, sei lá. Nunca acreditei muito nessas coisas...

3 comentários:

Tyr Quentalë disse...

o.o' Afinal.. o que esta mulher quer afinal? Tá certo que sou uma mulher, tudo bem entender o fascínio pelas alianças... Mas a situação criada por conta do companheiro dela não querer usar aliança, acusá-lo de várias coisas, causar a situação chata que ela causou, para no final ela dizer que não usaria uma aliança porque não acreditava muito nisso... Eu ergueria minhas mãos para cima e falaria: desisto... E olha que eu sou mulher. Mas nas demais coisas eu diria que seu post foi um tanto quanto interessante, que me faz lembrar que já por muitas vezes escutei comentários como: As mulheres deviam vir com um manual prático! Ao menos com seu texto eu poderia dizer que realmente parecemos um tanto quanto.... Complicadas... Ma homens às vezes também são um tanto quanto complicados, não?

Anônimo disse...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»

Anônimo disse...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»