quarta-feira, dezembro 15, 2004

Nota: desconexão de idéias

Embora possa parecer que minha postagem de ontem seja idealista e pretensiosa, não tenho a mínima intenção de propor a existência de almas ou de um suposto Deus que possa reger a tudo isso. Proponho um pensamento cientificista que nada convêm com possíveis verdades não vinculadas ao empirismo materialista. O que escrevi se relacionava a possível, mas não provável, existência de algo para além do acá. Grato, imaGina a quem, por poder abrir meus olhos por esse possível erro PARADOXAL que poderia vir a deixar minhas palavras totalmente sem nexo e contraditórias.


“Eu jamais iria para a fogueira por uma opinião minha, afinal, não tenho certeza alguma. Porém, eu iria pelo direito de ter e mudar de opinião, quantas vezes eu quisesse”.

Friedrich Nietzsche

3 comentários:

Paradoxo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Paradoxo disse...

Tell the truth. You see dead people and is afraid of that. Then you create that blockade, the empirical materialism, instead of face the facts and ghosts. Abra sua mente, Deus também é gente. :-)

Thiago Braga disse...

Não, eu não vejo pessoas mortas e, quanto ao medo de morrer, você não tem? Mesmo querendo seguir de perto o epicurismo, sei que a possibilidade do distanciamento da morte é algo que deve ser trabalhado arduamente em prol de um bem viver melhor. Você pelo menos faz idéia do que é o materialismo empírico? Acho que não, né? Por isso foge a essas suas crenças pessoais. Outra coisa, eu não neguei Deus, só o questionei. É muito pretensão dizer que há ou não esse ser, você é tão prepotente a ponto de afirmar isso?