sexta-feira, dezembro 17, 2004

A busca poesia da mulher amada (II) - Vinicius

A mulher amada carrega o cetro, o seu fastígio
É máximo. A mulher amada é aquela que aponta para a noite
E de cujo seio surge a aurora. A mulher amada
É quem traça a curva do horizonte e dá linha ao movimento dos astros.
Não há solidão sem que sobrevenha a mulher amada
Em seu acúmen. A mulher amada é o padrão índigo da cúpula
E o elemento verde antagônico. A mulher amada
É o tempo passado no tempo presente no tempo futuro
No sem tempo. A mulher amada é o navio submerso
É o tempo submerso, é a montanha imersa em líquen.
É o mar, é o mar, é o mar a mulher amada
E sua ausência. Longe, no fundo plácido da noite
Outra coisa não é senão o seio da mulher amada
Que ilumina a cegueira dos homens. Alta, tranqüila e trágica
É essa que eu chamo pelo nome de mulher amada.
Nascitura. Nascitura da mulher amada
É a mulher amada. A mulher amada é a mulher amada é a mulher amada
É a mulher amada. Quem é que semeia o vento? – a mulher amada!
Quem colhe a tempestade? – a mulher amada!
Quem determina os meridianos? – a mulher amada!
Quem a misteriosa portadora de si mesma? A mulher amada.
Talvegue, estrela, petardo
Nada a não ser a mulher amada necessariamente amada
Quando! E de outro não seja, pois é ela
A coluna e o gral, a fé e o símbolo, implícita
Na criação. Por isso, seja ela! A ela o canto e a oferenda
O gozo e o privilégio, a taça erguida e o sangue do poeta
Correndo pelas ruas e iluminando as perplexidades.
Eia, a mulher amada! Seja ela o princípio e o fim de todas as coisas.
Poder geral, completo, absoluto à mulher amada!


2 comentários:

Byagi disse...

Unfortunately, I don't know much Portuguese, so reading what you write is nearly impossible for me. I'd like to say that your blog is beautiful, though. Thank you for sharing.

Paradoxo disse...

Nossa, parece que o Vinícius se empolgou mesmo escrevendo este poema. Eu não conhecia, mas lê-se
descaradamente sua paixão escancarada!Chega a dizer
"Eia" no final do poema ...
Ps. só pra deixar registrado uma coisa q lembrei dele que talvez até vc já saiba: muita gente cansa de repetir por aí aquela frase dele "As feias que me desculpem, mas beleza é fundamental". E o coitado fica com aquela fama. Mas, no entanto, ele foi bem mais condesdente com nós feias do que imaginam, no original a frase é "as MUITO feias que me desculpem, mas beleza é fundamental".