sexta-feira, junho 23, 2006

A Freia com Câncer no Ovário - Silvia Curiati

- Ele disse ovário.
- É, eu ouvi. Triste, esta doença. Nem sei o que dizer...
- Ovário. Há dezenas de lugares onde poderia dar. Por que no ovário?
- O que faz o ovário mais especial que o resto do seu corpo?
- Produz óvulos. Jamais fecundados. Nunca tiveram tal intenção. Desde meus 12 anos de idade eu sabia que me dedicaria a Ele. A retribuição não me parece muito justa.
- Não é momento de gastar energia nisso. É momento de reclusão, de paz interior.
- Poderia morrer hoje, sem nenhum problema. Mas com meus ovários limpos, se foi à pureza que os dediquei.
- Bem... dizem que quem guarda coisas ruins no corpo pode desenvolver um câncer... Se você...
- Você acha que é castigo? Por tudo o que temos?
- Er... castigo?
- Sim, você sabe. Não é certo o que fazemos.
- Por que não é certo? Por sermos freiras ou mulheres?
- Os dois. O primeiro por irmos contra um voto de castidade e o segundo porque não é o curso natural das coisas.
- Claro que é natural! Eu te amo! Amor é natural... Você quer dizer então que posso ser "castigada" também?
- Se for Sua vontade, sim.
- Nunca deixamos de louvá-lo e serví-lo para estarmos juntas. Não acho que Ele nos puniria por termos... nos dado bem.
- Eu "me dei bem" com outras irmãs antes de você. Deve ser por isso, então.
- O quê? Você nunca me disse nada?? Quem???
- Não importa.
- Como não?? Você se diverte com 10 e vem morrer justo comigo, pra eu passar o resto dos seus dias te cuidando?
- Não foram 10...
- Foda-se quantos foram...
- Meu Deus!
- Não fale assim... é pecado.
- Ah, pecado, pecado... pecado é eu ficar definhando aqui nesta cama enquanto todo mundo continua vivo, fazendo coisa pior por aí. Veja a Sônia...
- O que tem a Irmã Sônia?
- Ela... bem, "se dá bem" com homens. Homens da paróquia...
- Quem?
- Ninguém.
- Fala...
- Não.
- Confessa...
- O Alceu.
- O Padre Alceu?!? Mas o Alceu é gay!
- Gay???
- Sim.
- Meu Deus!
- Já disse que é pecado falar assim...
- Perdão...
- Esse mundo está perdido...
- É o fim dos tempos. E só eu sou punida com esta coisa... aqui dentro de mim...
- Podia ser pior...
- Mas como?!
- Você podia nem ter me conhecido.
- Ó, meu anjo...
- Papa-anjo...
- Não fala "Papa" em vão que é pecado...
- Foda-se.
- É isso aí...

2 comentários:

Fernanda disse...

Puxa... impactante!

:)

salut...

Las Aventuras del Chuco disse...

Mto bom esse texto.. curto essa silvia curiati.. Parerga.. eita saudade... ehehee
Abraço
10